5 segredos para um gin tônica de sucesso

Os Segredos do Gin Tônica no Gin Tonic Week São Paulo 2017. Os Segredos do Gin Tônica no Gin Tonic Week São Paulo 2017.

Passados alguns dias de Gin Tonic Week, muitos drinks e algumas rotas cumpridas, você já se sente um iniciado no tema, mas existem segredos que vão tornar seus GTs ainda melhores.

O gin é mundialmente reconhecido por ser uma bebida versátil e que permite diversas combinações. Mas sempre existem alguns pontos que podem fazer desse drink algo memorável. Para quem quer se aventurar no mundo da gin tônica em casa e seguir evoluindo nesse universo, a gente dá a seguir algumas preciosas dicas:

1. Usar rodelas ou o suco do limão? 

É totalmente opcional. A ideia não é fazer a fruta dominar o drink, mas tão somente realçar seu aroma e a experiência sensorial. Então considere deixar de usar a rodela ou suco do limão e comece a testar só a casca da fruta no drink ou torcer uma tira de casca de limão por cima do copo e adicioná-la à bebida. Essa técnica garante o sabor cítrico sem encobrir as características da bebida, que devem sempre prevalecer no paladar.

2. Sempre use cubos de gelos grandes

Quanto maiores forem os cubos de gelo, menos vão derreter – e menos aguado ficará o seu GT. O ideal é usar cubos de gelo feitos em casa. Eles duram mais tempo que esses comprados em supermercado e preservam o sabor do drink. Atenção: nunca e em tempo algum deverá acabar o seu gin depois de o gelo derreter.

3. Não mexa nem chacoalhe seu GT em coqueteleira

Depois de servida a tônica, o ideal é dar só uma volta ao copo, com uma colher longa ou bailarina, muito lentamente. Evite qualquer outro movimento que tire o gás da tônica. Uma técnica muito eficaz é servir a tônica deixando-a escorrer pelo cabo da bailarina (se for daquelas com cabo retorcido). Isso faz com que o gás não se perca durante o preparo e garante aquela sensação de refrescância que amamos em qualquer GT.

4. London Dry Gin é um processo, não uma localidade

Refere-se a acrescentar todos os ingredientes antes da destilação. Depois da destilação só se pode juntar água ou mais gin. Ou seja, encontra-se London Dry Gin foram do Reino Unido e ótimos gins que não são London Dry dentro do Reino Unido. Essa informação abre um universo totalmente novo de possibilidades, não é?

5. Aventure-se no mundo das tônicas 

Uma marca é diferente de outra e você precisa conhecê-las para tirar o melhor proveito do seu GT. Geralmente uma marca combina melhor com um tipo de gin do que com outros. O importante é testar e agradar o seu paladar. No entanto, uma dica é crucial: evite as águas tônicas muito doces, pois elas dominam o sabor do drink, deixando-o sem o equilíbrio necessário. E com isso você deixará de sentir todas as sutilezas que compõem a bebida.